23 setembro 2008

Consolidação pessoal. A coragem de encarar a si mesmo

Leitura bíblica necessária: Ezequiel 37.

Compreender o capítulo 37 de Ezequiel seria mais fácil se fosse apenas a apresentação do Deus que é poderoso para fazer uma mudança substancial nas coisas difíceis da humanidade. Entender que Ele é capaz de ressuscitar mortos, curar enfermos, fazer milagres etc. se torna fácil quando nosso interesse em entender a sua palavra é acompanhado de fé. Porém, quando me vi diante do versículo onze que diz; “Filho do homem, estes ossos são toda casa de Israel” percebi que não é tão fácil assim. Afinal, foi a afirmação do próprio Deus dizendo do estado real do seu povo Israel. Deus queria que seu povo, na pessoa de Ezequiel, tivesse uma percepção correta da sua real situação. Israel precisava encarar a si mesmo! Por que precisamos encarar a nós mesmos? 1. Porque não podemos o tempo todo ser parecido com o outro. Por trás do termo “o que é bom precisa ser copiado” pode haver uma atitude disfarçada para se fugir da individualidade e mascarar-se com o modo de vida do outro. Acredito que os bons modelos de vida devem servir de inspiração e não como uniformes para experimentarmos, afinal, Deus deu a cada um de nós um traje na medida certa. 2. Porque Deus nos criou com características pessoais intransferíveis. Aquilo que é peculiar a um não é, necessariamente a outro. 3. Porque não existe ouro “você”. Você é único na face da terra. Querer ser a cópia do outro é utopia, pois aquele outro também é único na terra. Com as virtudes e os defeitos encare a si mesmo e as possibilidades de milagres vão se apresentar diante de você. E nada de querer fugir de você. A propósito, uma música cantada por Carlinhos Veiga descreve muito bem isto:
Correr de Mim - Juraildes da Cruz Eu pensei correr de mim, Mas aonde eu ia, eu tava Quanto mais eu corria, Mais pra perto eu chegava Quando o calcanhar chegava, O dedão do pé já tinha ido Escondendo eu me achava, E me achava escondido Só sei que quando penso que sei, Já não sei quem sou Já enjoei de me achar No lugar que aonde eu vou, eu tô Eu pensei correr de mim, Mas aonde eu ia, eu tava Quanto mais eu corria, Mais pra perto eu chegava Tô pensando em tirar férias de mim, Mas eu também quero ir Só vou se minha sombra não for, Se ela for eu fico aqui Um dia desses sonhando eu pensei: Não vou me acordar, Vou me deixar dormindo E levanto pra comemorar Eu pensei correr de mim, Mas aonde eu ia, eu tava Quanto mais eu corria, Mais pra perto eu chegava O espelho me disse: Só tem um jeito pro assunto Não adianta querer morrer Porque se morrer vai junto Se correr o bicho pega Mas se limpar o bicho some Tem que desembaraçar O novelo da vida do homem Se quiser que eu vá, eu vou Se quiser que eu fique, eu fico Quero ver você sair, meu irmão Dessa sinuca de bico Eu pensei correr de mim, Mas aonde eu ia, eu tava Quanto mais eu corria, Mais pra perto eu chegava O que fazer no enfrentamento de nós mesmos:
1.     Estabelecer o poder da fé. “Respondi: Senhor Deus, tu o sabes”. Não consigo enxergar incredulidade em Ezequiel por fazer essa declaração. Pelo contrário, consigo ver alguém que, a despeito das circunstancias que rondavam a visão que teve, pôde acreditar no poder de quem sabe tudo. “Reviver os ossos” é possível quando estamos estabelecidos no poder da fé.
2.     Estabelecer uma linguagem de acordo com os decretos de Deus. O que Ezequiel deveria aprender a partir dessa incomum visão era que sua linguagem não poderia ser a mesma. Era necessário mudar radicalmente o que falava para falar dos decretos de Deus. Há milagres que só acontecem a partir do momento que mudamos as nossas declarações.
3.     Estabelecer fidelidade aos princípios de Deus. “Ezequiel profetizou como lhe fora ordenado”. Na célere carreira para alcançar milagres muitos tem tropeçado por não serem fiéis aos princípios divinos. Cresce cada vez mais o numero daqueles que passa por cima de tudo o que vê pela frente para obter o que quer. São os “amantes de si mesmos” segundo as declarações do apóstolo Paulo. Estabelecer fidelidade aos princípios de Deus é não macular nem adulterar aquilo que Deus diz. Ezequiel entendeu isso prontamente e passou a declarar de acordo com o que Deus havia dito.

Josenilton Pinheiro