31 janeiro 2011

Acertos com o passado


Você precisa saber e crer que é NOVA CRIATURA. 2 Cor. 5.17
Em Eclesiastes 7.10 está escrito: Não digas: Por que razão foram os dias passados melhores do que estes; porque não provem da sabedoria esta pergunta. Lidar com o tempo parece ser uma das mais complexas experiências para o ser humano, mas, é em Deus que temos o suficiente para lidarmos com perfeita sabedoria com este tema.
Para os cristãos que são verdadeiros discípulos de Cristo, três regras básicas devem ser observadas:
1.    Em relação ao seu passado: Esqueça. Não fique melindrado por causas das experiências traumáticas do seu passado.
2.    Em relação ao seu presente: Trabalhe. Trabalhe a cada dia acreditando que você está plantando sementes para o seu futuro. Dê um basta na ociosidade: FAÇA.
3.    Em relação ao seu futuro: Avance. As mudanças ocorrem com muita rapidez. Não deixe que o futuro te pegue de “calças curtas”. Avance para as coisas que estão adiante e não se surpreenda se for mais feliz.
EGITO -   Uma figura do passado.
Foi no Egito que o povo de Deus sofreu as mais terríveis experiências. Egito lembra:
1.    A aflição. Ex. 3.7. Todo tipo de aflição que vem contra o povo de Deus é com a finalidade de impedir o seu crescimento e a sua multiplicação. Essa estratégia maligna foi usada pelo rei que não conheceu José, Ex. 1.8...(Ler). Uma aflição pode impedir o crescimento emocional, social, espiritual e numérico.
2.    O sofrimento. Ex. 3.7. Esse tipo de sofrimento estava relacionado a aflição que o povo de Deus sofria.
3.    A escravidão. Ex. 3.8. Deus livrou o seu povo das mãos dos egípcios. Com esse mesmo poder Ele livra os que estão escravizados pelo sistema do mundo. O povo de Deus não será envergonhado. (Jl.2.26).
4.    O trabalho árduo. Ex. 2.11 – Moisés atentou para as cargas de seus irmãos. O capítulo 1 narra isto com mais detalhes. São cargas de trabalho em excesso e o fruto desse trabalho ia para as mãos de Faraó.
5.    OSuprimento básico”, sobrevivência. O suprimento que o povo tinha era somente para sua sobrevivência.
AS EXPERIENCIAS DO DESERTO
 “O deserto é um lugar especial no coração de Deus e, não há um filho Seu que ainda não tenha passado por essa situação” (Ap.Marcel). As principais experiências de quem passa por um deserto são:
1.    As incertezas. A insegurança vivida a partir do momento que saíram do Egito tinha a ver com a travessia do mar vermelho, (que desafio!) as águas amargas de Mara etc. Ninguém gosta de incertezas. Quer seja no trabalho, num relacionamento, numa liderança etc. ninguém gosta de estar inseguro, porém muita gente vive insegura e não sabe o porquê. Incerteza é sintoma de deserto. Não é do Egito porque a pessoa sabe que pode não ser bom, mas tem. E no deserto não tem. Não é da terra prometida porque a pessoa sabe que já recebeu o que Deus prometeu. Incerteza é sintoma de deserto.
2.    As murmurações. Sl. 106.25; 1 Cor.10.10-12.(Ler)
3.    O saudosismo. Ex. 16.3. Não são poucos os que têm saudades das coisas do mundo (Egito) e se esquecem que Deus os tirou do lamaçal de pecados. Precisam fazer um acerto com o seu passado rememorando o que o apóstolo Paulo ensinou: “Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. (2 Cor.5.17).
4.    A rebelião. Sl. 78.40,41. Indisciplina é sinônimo de rebelião.
5.    A incredulidade. 2 Reis 17.14; Jd. 1.5
6.    A morte. 1 Cor. 10.5. “Deserto é um lugar que Deus escolheu para sermos provados e aprovados” (Ap. Marcel). Os que não são aprovados nas experiências do deserto só tem um fim: A morte.

ACERTE-SE COM O PASSADO E ENTRE NA TERRA DA PROMESSA
1.    Você precisa constatar as promessas. Dt. 1.25. Constatar que a terra produzia bons frutos foi uma das primeiras experiências do povo. Uma parte da bênção foi experimentada, porem o que Deus tinha em mente era que eles possuíssem a terra da promessa.
2.    Você precisa guerrear contra os gigantes. Dt. 1.26-32. Os maiores desafios na vida dos servos de Deus começam no momento que parece tudo estar bem. Entrar na terra da promessa foi difícil, mas conquistar a terra foi mais difícil ainda. Por quê?
*  Porque a mente do povo estava focada na experiência do Egito (PASSADO).
*  Porque aquilo que eles tinham no Egito como resultado de trabalho, na terra da promessa teriam que conquistar confiantes nas promessas de Deus.
3.    Aprenda a lidar com o desconhecido. O novo da terra prometida só se conquistava pela fé nas palavras do Senhor.Seja ENSINÁVEL.

CONCLUSÃO:
1.    Não deixe que o teu passado (EGITO) te pare. A multiplicação e o crescimento são possíveis ainda que debaixo da aflição egípcia.
2.    Reconheça quais os sintomas de deserto que estão te impedindo transicionar para a terra da promessa.
3.    Na terra da promessa não se limite aos frutos de fácil colheita. Insista em acreditar nas promessas que Deus te fez e destrone todos os gigantes lá existentes.


Josenilton Rosa Pinheiro.