27 janeiro 2010

PROJETO DE DEUS PARA A IGREJA DESTE SÉCULO

Podemos definir projeto como uma declaração de como esperamos que as coisas sejam daqui a algum tempo. Mas, se tratando dos projetos de Deus para a igreja, diria que é a maneira como Ele quer que as coisas sejam para esse tempo chamado hoje.
Um projeto de restauração.
A igreja precisa ser restaurada. Essa necessidade se dá em função dos declínios com os quais a igreja se envolveu no decorrer dos séculos. São três os níveis de declínio da igreja que são alvos de restauração no projeto de Deus: 1) O declínio doutrinário; 2) O declínio moral; 3) O declínio espiritual.
Restauração é o ato ou efeito de restaurar; restabelecimento; conserto; reparação e renovação.
É projeto de Deus restaurar a igreja do declínio doutrinário. Esse declínio está fundamentado na apostasia que acontece por:
Por se obedecer a espíritos enganadores e a ensinos de demônios.
É projeto de Deus restaurar a igreja do declínio moral. 2 Tm 2.1-7 fala do estilo de vida que caracteriza esse tipo de declínio. A palavra “difícil” sugere violência e grande perigo. Haverá homens perversos e como resultado de sua presença haverá a violência e perigo promovido por eles.
Homens egoístas. “Amantes de si mesmos”. Sinônimo do grande pecado de orgulho. O egoísmo dá origem aos demais pecados alistados.
“O amor próprio no lugar do amor de Deus abre caminho para todas as falhas humanas”
Os homens egoístas agradam a si mesmos Rm 15.1 e buscam seus próprios interesses 1 Co 10.33.
Homens avarentos. “Amantes do dinheiro”. O mesmo que ganancioso. A avareza provoca o desapontamento (Ec 5.10) e a apostasia (1Tm6.10).
Homens jactanciosos. Termo que está associado a envaidecer-se, vangloriar-se.
“A base teológica para rejeição de todo louvor a si mesmo se acha no fato de que o homem que se jacta focaliza a sua atenção sobre si mesmo e já não olha para Deus, o criador e redentor”.
Talvez aí esteja a base da doutrina judaica da justificação pelas obras, mas Paulo refuta isto em Ef 2.8,9 e ainda em 2 Co 10.17,18.
Homens arrogantes. Altivos. Sugere as pessoas que se exibem orgulhosamente perante os outros. São os “donos da verdade”. Mt 6.5; Tgb 4.6.
Homens blasfemadores. Caluniadores, difamadores. Significa o individuo que fala para danificar. Falar mal, causar má reputação, caluniador.
Desobedientes aos pais. Esse tipo de pecado traz sobre os filhos diversos tipos de maldição, Dt 27.16.
Homens ingratos. Esse tipo de pecado é oposto a virtude de gratidão e é uma característica dos ímpios, Rm 1.21.
Homens irreverentes. Desprovidos de respeito pelo que é divino. Sinônimo de conduta ímpia. Está relacionado à imoralidade e a deformações morais.
Homens implacáveis. Sem disposição de efetuar reconciliação com outros. Eles não apenas resistem aos esforços em favor da paz, mas ativamente incitam o ódio. Descreve a pessoa irreconciliável. As pessoas implacáveis não podem ser persuadidas a entrarem em acordo ou aliança.
Homens desafeiçoados. Aquele que não tem afeição natural ou familiar. Uma pessoa desafeiçoada é incapaz de fazer o bem recomendado no salmo 34.14; 37.3; Lc 6.35 e Tg 4.17
Homens caluniadores. Do grego diábolos. “Lançadores de contendas, maldizentes, adversários dos irmãos.
A calúnia constitui uma abominação a Deus. Pv. 6.16,19 A calúnia é o mesmo que fazer sussurros. Rm 1.29; 2 Co 12.20 É o mesmo que falar mal na ausência da pessoa. Rm 1.30 É o mesmo que ter suspeitas malignas. 1 Tm 6.4 É o mesmo que fazer mexericos. Lv 19.16 É o mesmo que tagalerice. 1 Tm 6.4 É o mesmo que fazer falsos rumores. Ex 23.1 É o mesmo que espalhar histórias falsas. Pv 17,9 A calúnia separa os amigos. Pv 16.28; 17.9 A calúnia fere mortalmente. Pv 18.8; 26.22 A calúnia provoca contendas. Pv. 26.20 A calúnia provoca homicídios. Sl 31.13 e Ez 22.9
Homens sem domínio de si. Sem autocontrole, incontinente; falta de domínio sobre as obras da carne. Gl 5.19-21.
Homens cruéis. Não amáveis, sem misericórdia.
Inimigos do bem. Não amam os bons.
Homens traidores. O mesmo que traiçoeiro; não ser fiel à confiança do outro.
Homens atrevidos. Audacioso e imprudente. Aquele que tem um comportamento apressado. Irracional.
Homens enfatuados. Envaidecido e cheio de si.
Homens amigos dos prazeres. 1 Jo 2.15
Homens que tem a forma de piedade mas nega sua eficácia. Ap 3.15
É projeto de Deus restaurar a igreja do declínio espiritual. Por se multiplicar a iniqüidade, Mt 24.14, também demonstrado pelo que apresentei, o amor de muitos esfriará. Daí a necessidade de uma restauração espiritual.
Um projeto de capacitação. At 2.17,18
Sabendo que nos últimos dias haveria estes declínios, Deus projetou para o seu povo o maior derramar do Seu Espírito. O projeto de capacitação é necessário porque a restauração só é possível com uma força maior que o declínio, e esta força chama-se Espírito santo.
Um projeto de envio. Mt 24.14
O terceiro projeto de Deus para a igreja é enviá-la para cumprir com a maior rapidez seu plano: A evangelização de todos os povos. Deus quer que experimentemos sua unção especial na plenitude dos tempos, de tal forma que cresçamos em poder e autoridade, planejada por Ele para nossas vidas. Como igreja somos desafiados por Deus a ir. Qual a sua resposta?
Conclusão. De que maneira você pode participar desse projeto divino? O que você está disposto a fazer para que a evangelização na sua igreja seja de tal maneira eficiente que alcance os confins da terra?
O derramar do Espírito virá sobre aqueles que disserem sim para Deus e para o seu chamado.
É projeto de Deus restaurar a igreja do declínio moral. 2 Tm 2.1-7 fala do estilo de vida que caracteriza esse tipo de declínio. A palavra “difícil” sugere violência e grande perigo. Haverá homens perversos e como resultado de sua presença haverá a violência e perigo promovi
do por eles.

Homens egoístas. “Amantes de si mesmos”. Sinônimo do grande pecado de orgulho. O egoísmo dá origem aos demais pecados alistados.
“O amor próprio no lugar do amor de Deus abre caminho para todas as falhas humanas”
Os homens egoístas agradam a si mesmos Rm 15.1 e buscam seus próprios interesses 1 Co 10.33.
Homens avarentos. “Amantes do dinheiro”. O mesmo que ganancioso. A avareza provoca o desapontamento (Ec 5.10) e a apostasia (1Tm6.10).
Homens jactanciosos. Termo que está associado a envaidecer-se, vangloriar-se.
“A base teológica para rejeição de todo louvor a si mesmo se acha no fato de que o homem que se jacta focaliza a sua atenção sobre si mesmo e já não olha para Deus, o criador e redentor”.
Talvez aí esteja a base da doutrina judaica da justificação pelas obras, mas Paulo refuta isto em Ef 2.8,9 e ainda em 2 Co 10.17,18.
Homens arrogantes. Altivos. Sugere as pessoas que se exibem orgulhosamente perante os outros. São os “donos da verdade”. Mt 6.5; Tgb 4.6.
Homens blasfemadores. Caluniadores, difamadores. Significa o individuo que fala para danificar. Falar mal, causar má reputação, caluniador.
Desobedientes aos pais. Esse tipo de pecado traz sobre os filhos diversos tipos de maldição, Dt 27.16.
Homens ingratos. Esse tipo de pecado é oposto a virtude de gratidão e é uma característica dos ímpios, Rm 1.21.
Homens irreverentes. Desprovidos de respeito pelo que é divino. Sinônimo de conduta ímpia. Está relacionado à imoralidade e a deformações morais.
Homens implacáveis. Sem disposição de efetuar reconciliação com outros. Eles não apenas resistem aos esforços em favor da paz, mas ativamente incitam o ódio. Descreve a pessoa irreconciliável. As pessoas implacáveis não podem ser persuadidas a entrarem em acordo ou aliança.
Homens desafeiçoados. Aquele que não tem afeição natural ou familiar. Uma pessoa desafeiçoada é incapaz de fazer o bem recomendado no salmo 34.14; 37.3; Lc 6.35 e Tg 4.17
Homens caluniadores. Do grego diábolos. “Lançadores de contendas, maldizentes, adversários dos irmãos.
A calúnia constitui uma abominação a Deus. Pv. 6.16,19 A calúnia é o mesmo que fazer sussurros. Rm 1.29; 2 Co 12.20 É o mesmo que falar mal na ausência da pessoa. Rm 1.30 É o mesmo que ter suspeitas malignas. 1 Tm 6.4 É o mesmo que fazer mexericos. Lv 19.16 É o mesmo que tagalerice. 1 Tm 6.4 É o mesmo que fazer falsos rumores. Ex 23.1 É o mesmo que espalhar histórias falsas. Pv 17,9 A calúnia separa os amigos. Pv 16.28; 17.9 A calúnia fere mortalmente. Pv 18.8; 26.22 A calúnia provoca contendas. Pv. 26.20 A calúnia provoca homicídios. Sl 31.13 e Ez 22.9
Homens sem domínio de si. Sem autocontrole, incontinente; falta de domínio sobre as obras da carne. Gl 5.19-21.
Homens cruéis. Não amáveis, sem misericórdia.
Inimigos do bem. Não amam os bons.
Homens traidores. O mesmo que traiçoeiro; não ser fiel à confiança do outro.
Homens atrevidos. Audacioso e imprudente. Aquele que tem um comportamento apressado. Irracional.
Homens enfatuados. Envaidecido e cheio de si.
Homens amigos dos prazeres. 1 Jo 2.15
Homens que tem a forma de piedade mas nega sua eficácia. Ap 3.15
É projeto de Deus restaurar a igreja do declínio espiritual. Por se multiplicar a iniqüidade, Mt 24.14, também demonstrado pelo que apresentei, o amor de muitos esfriará. Daí a necessidade de uma restauração espiritual.
Um projeto de capacitação. At 2.17,18
Sabendo que nos últimos dias haveria estes declínios, Deus projetou para o seu povo o maior derramar do Seu Espírito. O projeto de capacitação é necessário porque a restauração só é possível com uma força maior que o declínio, e esta força chama-se Espírito santo.
Um projeto de envio. Mt 24.14
O terceiro projeto de Deus para a igreja é enviá-la para cumprir com a maior rapidez seu plano: A evangelização de todos os povos. Deus quer que experimentemos sua unção especial na plenitude dos tempos, de tal forma que cresçamos em poder e autoridade, planejada por Ele para nossas vidas. Como igreja somos desafiados por Deus a ir. Qual a sua resposta?
Conclusão. De que maneira você pode participar desse projeto divino? O que você está disposto a fazer para que a evangelização na sua igreja seja de tal maneira eficiente que alcance os confins da terra?
O derramar do Espírito virá sobre aqueles que disserem sim para Deus e para o seu chamado.

Referências bíblicas: 
1 Tm 4.1-2; 2 Tm 3.1-7 e At 2.17,18
Por os demônios tentarem subverter os propósitos de Deus. Dn 10.10-14  
Por os demônios se oporem ao crescimento dos filhos de Deus. Ef 6.12 
Por os demônios disseminarem doutrinas falsas. 1 Tm 4.1

Josenilton  Pinheiro

Nenhum comentário: