26 fevereiro 2010

Três dinâmicas da vida cristã no discipulado




Três dinâmicas da vida cristã no discipulado



Referência: Lc 9.57-62
E aconteceu que, indo eles pelo caminho, lhe disse um: Senhor, seguir-te-ei para onde quer que fores.
E disse-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.
E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai.
Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus.
Disse também outro: Senhor, eu te seguirei, mas deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa. E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.
O texto apresenta três candidatos ao discipulado. Cada um deles com características específicas; “ilustram as necessidades que envolvem o seguir a Jesus”.
O primeiro é caracterizado por “um entusiasmo emocional que não considerou o custo de abandonar a segurança material” . O segundo é caracterizado por uma resposta condicionada, e o terceiro é caracterizado por uma incapacidade de discernir corretamente as prioridades da vida.
A primeira dinâmica da vida cristã no discipulado tem a ver com a disposição
“Muitos estão dispostos a seguir ao Senhor até que descobrem o que isso implica”. Em outras palavras, convém que os que seguem as pegadas do Mestre tenham disposição, mas é necessário discernir corretamente o que isso implica.
Sem o discernimento correto sobre o que implica seguir a Jesus a atitude de disposição torneou-se precipitação!
O conselho de Jesus foi: Antes de fazer-te um seguidor meu, considera o que vai te custar, calcule o custo, saiba quais os sacrifícios que estão envolvidos.
Considere:
1. Nossa aparente instabilidade reflete no próximo a indisposição para o discipulado de Cristo; “as aves do céu tem...”
2. As pessoas na sua maioria não entendem o que significa seguir a Jesus.
3. Seguir a Jesus implica num estilo de vida absolutamente diferente.
A segunda dinâmica da vida no discipulado tem a ver com condição
A maioria de nós apresenta características de disposição, todavia com a mesma medida, condicionamos nossa disposição de segui-Lo. “Senhor, deixa que primeiro eu vá enterrar meu pai”.
1. Pare de condicionar a si mesmo no caminho do discipulado. Condições familiares, financeiras, relacionais etc.
A terceira dinâmica da vida cristã no discipulado tem a ver com aptidão
“Deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa”.
É apto para seguir Jesus e entrar no Reino de Deus aquele que aprende a discernir bem as prioridades da vida.
Reflita


Pastor Josenilton
Notas:
1 - A bíblia de estudo plenitude; notas de rodapé
2 - A bíblia de estudo plenitude; 641


2 comentários:

Sheila disse...

Muito boa. Vale a pena a reflexão.

Rodrigo Rocha disse...

Pastor Josenilton, excelente abordagem. Que Deus continue lhe usando como instrumento.

Rodrigo Rocha
PIBANEJM - Primeira Igreja Batista de Nova Esperança em Jardim Metrópole
www.pibanejm.com.br
www.facebook.com.br/pibanecongregacaojm
www.twitter.compibanejm