22 maio 2010

Pródigo


Pródigo


Um homem tinha uma fazenda e era muito rico
seus filhos trabalhavam com ele e eram amigos
Um certo dia um dos meninos virou a cabeça
Pediu a sua parte na herança pois tinha certeza

Que longe de casa a vida tinha mais brilho
Deixando seu pai aflito 2x

E lá se foi aquele rapaz e a sua aventura
gastando seu dinheiro e seus bens na noite escura
Seus novos amigos, seu grande prestigio tudo faixada
Se viu remando contra a maré numa canoa furada

longe de casa faminto e sozinho, lembrou do seu pai
amigo
longe de casa faminto e sozinho, lembrou do seu pai
amigo

Tomando o caminho de casa arrependido, seu pai avistando-o
de longe ficou comovido
beijou-lhe com ternura quebrando o jugo, deu-lhe
vestido
e pôs um anel em seu dedo calçou seus pés feridos
chamou os vizinhos, queria festejar
seu filho perdido
voltou ao lar 2x
voltou, voltou,voltou,voltou, voltou, voltou, voltou
ao lar
ele voltou ao lar.

Nenhum comentário: