07 junho 2012

Quando a juventude morre em nós



O texto de Lucas 7.11-17 fala da ressurreição do filho da viúva de Naim. Era o único filho dela, o que aumentaria mais a sua dor. Sua única herança na terra tinha-se perdido, e nada mais restava senão chorar a morte de seu jovem filho.
A cena muda por completo com a chegada de Jesus com seus discípulos. Foi o encontro de duas multidões:

1.   A primeira multidão estava com Jesus e seus discípulos;
2.   A segunda multidão ia com a mulher viúva.
A primeira seguia a vida. A segunda, a morte.
Jesus consola a viúva e dá ordem ao jovem: “Levanta-te”. A ressurreição estava feita. O milagre foi consolidado para uma juventude que se tinha como perdida.
A juventude morre em nós quando morre o vigor. Busque em Deus a cada dia o renovo espiritual para que seu vigor permaneça. “Buscai as coisas que são de cima”.
A juventude morre em nós quando morre os sonhos. Pode até ser que você não alcance tudo o que sonha, mas se você não sonhar não alcançará nada.
·         Escreva seus sonhos;
·         Fale sobre seus sonhos;
·         Ore sobre seus sonhos;
·         Trabalhe sobre seus sonhos;
·         Sonhe.
A juventude morre em nós quando morre a capacidade de multiplicação. Todo jovem é um multiplicador em potencial. Em todos os sentidos!
Se você jovem, souber canalizar todo seu vigor nas coisas de Deus, certamente experimentará tremendo milagres em sua vida.
1.   Concentre sua vida em Deus. “Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade” Ec. 12.1.
2.   Concentre na força que há em Deus. “Eu vos escrevi jovens, porque sois fortes...” 1 Jo 2.14.
Viva intensamente sua juventude. Em Deus!

Josenilton Rosa Pinheiro.

Nenhum comentário: