15 agosto 2016

O PODER DA ARMADURA DE DEUS

O poder da armadura de Deus
Base Bíblica: Efésios 6. 11-18

Versículo para memorizar: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do diabo” (Ef.6.11).

Para refletir: “Nada – absolutamente nada – é mais poderoso do que Jesus” (Larry Lea).

I.     Com a armadura espiritual o cristão vence as ciladas do diabo
A armadura espiritual a que me refiro é a mesma que o apóstolo Paulo chama de “armadura de Deus”.
Só há uma forma de o cristão permanecer firme contra as ciladas do diabo: Se revestindo da armadura de Deus (11).
O objetivo final do cristão se revestir com a armadura espiritual é tornar-se firme contra as ciladas do diabo.
O desejo de Deus é que seu povo viva permanentemente revestido com as armaduras espirituais.

(5 razões pelas quais todo cristão deve se revestir da armadura de Deus)
1.  É a única forma de vencer as ciladas do diabo.
2.  É uma ordem apostólica: “fortalecei-vos no Senhor
É uma forma de o cristão reconhecer que depende de Deus. O segredo? Não confie em suas próprias forças, dependa exclusivamente de Deus.
3.  Exige ação. Prática -revesti-vos”. O que muitos cristãos não sabem é que, não é suficiente apenas saber das coisas. É necessário colocar em prática aquilo que se sabe. Tiago disse: “E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tiago 1.22).
4.  Todo cristão que se reveste da armadura de Deus terá como recompensa a capacidade de permanecer firme contra as ciladas do diabo.

II.     Com a armadura espiritual o cristão resiste no dia mau (13)
Só há uma forma de o cristão resistir firme no dia mau: Tomando a armadura de Deus.
O que significa “o dia mau”?
Ray Stedman no seu livro Batalha Espiritual cita: “Precisamos permanecer firmes no dia mau. Isso dá a entender que nem todos os dias são maus! Há períodos, ao longo da vida, em que pressões fazem-se sentir mais intensas, quando os problemas se tornam insolúveis, quando tudo parece precipitar-se contra nós, tudo ao mesmo tempo. A períodos assim difíceis foi que Paulo chamou de “dias maus”. Algumas vezes, isso envolve um único dia, outras vezes, uma semana, ou vários meses. Graças a Deus, porém, nem todos os dias são assim perigosos. Nem sempre estamos sendo pressionados, nem sempre temos que nos defrontar com circunstâncias apertadas, que exigem decisões agoniadas, pela urgência das coisas. A razão pela qual nem sempre estamos debaixo de pressão é que a graça de Deus interfere. Não fora a graça divina, que opera sempre para restringir os poderes malignos que se voltam contra nós, permitindo assim tempos de refrigério, prazer, recreação e bênção, todos os nossos dias seriam continuamente maus”1.
O objetivo final de o cristão tomar a armadura de Deus é a capacitação para resistir no dia mau e permanecer firme (13).

(4 coisas que todo cristão deve saber sobre a armadura de Deus)
1.  Não deixe chegar o dia mau, nem situações difíceis, para então buscar forças em Deus. No tempo de calmaria, busque o revestimento da armadura espiritual.
2.  Não tema as ameaças do diabo nem a ameaças circunstanciais. “Uma das armas favoritas do diabo é a intimidação. Ele prepara esquemas, ameaça, amedronta e acusa, com o fim de desencorajar-nos e inibir-nos. Mas nós temos uma armadura. Possuímos nossas armas e atacamos o inimigo que nos ameaça2.
3.  Não acredite nas suas emoções. Pela obra de Cristo na cruz do calvário fomos justificados e podemos ter equilibradas as nossas emoções e desfrutar a paz (Romanos 5.1). David Wilkerson disse: “Se você não possui esta verdade, o diabo vai brincar com suas emoções, com o intuito de enganá-lo e jogá-lo de um lado para o outro. A menos que você tenha este fundamento e sustente tudo o que acredita, nada funcionará com sua doutrina, teologia e crença”.
Suas emoções passam. A Palavra de Deus permanece para sempre! (Isaias 40.8).
4.  Decida memorizar as seguintes palavras:
4.1.    Cingir os lombos com a verdade;
4.2.    Vestir a couraça da justiça;
4.3.    Calçar os pés com o Evangelho da paz;
4.4.   Tomar o escuda da fé;
4.5.    Tomar o capacete da salvação;
4.6.    Espada do Espírito;
4.7.    Oração e súplica.

Conclusão: “Oremos e concordemos em que você jamais se esquecerá de que toda a armadura de Deus é sua melhor defesa e seu melhor ataque contra o diabo.”3

Josenilton Pinheiro.

Notas:
1 – Ray Stedman, Batalha Espiritual; Editora Abba Press; pg. 13; 1993 SP
2 – Thomas Trask & Wayde Goodall; A Batalha, Editora Vida, 1999 pg. 37

3 – Larry Lea – As armas da sua guerra; Editora Vida, 1993; pg94;

Nenhum comentário: