03 janeiro 2009

Gerando Grandes Conquistas


“Eu farei de ti uma grande nação, abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome. Sê tu uma bênção”. (Gênesis 12.2).

Gerar grandes conquistas é uma decisão divina.
Deus decidiu plantar a semente de expectativa e criatividade no coração de Abrão a fim de que este pudesse sonhar na perspectiva divina e não mais humana.
Nasceu no coração de Deus o projeto e a decisão por dar condições ao homem sonhar e alcançar o mais alto padrão de vida.
Associei algumas palavras para entender melhor o que significa gerar: Gerar é criar.
Gerar é conceber.
Gerar é idealizar.
Gerar é originar.
Gerar é fazer produzir.
Gerar é causar.
Gerar é provocar.
Neste sentido eu posso afirmar que não há limites para se gerar grandes conquistas.
Não há limites de idade. Ser novo ou avançado na idade não é desculpa para não gerar grandes conquistas. Abrão tinha setenta e cinco anos quando atraído por Deus para sonhar grandes conquistas.
O ingrediente necessário para gerar grandes conquistas Deus já colocou em nós. É a capacidade de ver as coisas na perspectiva divina e não humana.
Se Deus nos criou com a capacidade de gerar grandes sonhos e nos deu o ingrediente necessário para conquistar, porque muitos não alcançam o êxito?

Primeiro: Porque corremos demais para fazer nossa própria vontade e pra satisfazer nossos próprios desejos.
O apóstolo Paulo, escrevendo aos gálatas chama isso de COBIÇA DA CARNE.
Se vivermos para satisfazer a cobiça da carne não poderemos conquistar os sonhos de Deus pra nossa vida.
Quanto mais perto das paixões da carne, mais longe dos planos de Deus.
O ano de Abraão é o ano para você desenvolver seu caráter de guerreiro conquistador.
Vejam o que disse Paulo
“Digo porem: Andai em Espírito e não haveis de cumprir a cobiça da carne.
Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis” (Gálatas 5.17).

Segundo: Porque não entendemos que o êxito é uma questão de guerra. No exercito dos grandes conquistadores não há vaga para covardes. Só há lugares para guerreiros.
Êxito fala de guerra travada na mente.
À medida que você vai desenvolvendo seu caráter de guerreiro conquistador, aprende que o primeiro território a ser conquistado é você mesmo. Abraão precisou conquistar a si mesmo para então conquistar os sonhos de Deus. Pra que essa conquista se consolidasse foi preciso que ele saísse de sua terra.

Sai da tua terra. Era preciso que saísse da terra que era a fonte dos seus prazeres.
Os lugares e coisas que satisfazem as nossas paixões nos prendem.
A herança de idolatria que reinava em Ur dos Caldeus prendia os sentimentos das pessoas e, certamente, Abraão era influenciado por esse espírito de idolatria. Era necessário sair. A ordem para Abrão era no sentido de ele mesmo assumir a responsabilidade de sair.
No gerar grandes conquistas você vai aprender que existem coisas que você mesmo terá que fazer e nunca esperar que outros façam.
Foi preciso que Abrão saísse da sua parentela.

Sai da tua parentela. Era preciso sair das heranças que o prendiam. Abrão precisava sair das heranças de sua parentela para dar inicio a um novo histórico familiar.
Seja você o primeiro a mudar o histórico da sua família.
Seja você o primeiro a se recusar a aceitar as heranças malditas impregnadas na família.
Foi preciso que Abrão saísse da casa de seu pai.

Sai da casa de teu pai. Era preciso sair dos lugares que o limitavam. Permanecer em Ur seria ficar preso a lembranças dolorosas pela morte do seu pai. Sem sonhos, Abrão, certamente morreria cedo, pois, “A GENTE COMEÇA A MORRER QUANDO PÁRA DE SONHAR”.
Foi preciso que saísse pra o lugar que Deus mostraria.

Sai para um lugar que te mostrarei. Abrão sairia dos níveis de comodidade e entraria nos níveis de desafios.
Os níveis de comodidade são os níveis já conquistados. São os níveis de sobrevivência. Não exige esforço.
Não há mais desafios para aquilo que já foi conquistado.
Permanecer em Ur dos Caldeus seria conformismo.
Herdar a casa e riquezas do seu pai seria conformismo.
Conformismo é agir passivamente esperando que as coisas aconteçam.
Os níveis de desafios são diferentes. São os níveis que exigem de nós ação proativa, ou seja, com iniciativa própria.
Para gerar grandes conquistas é necessário enfrentar os desafios do caminho.
Quantos desafios Abrão teve que enfrentar para ser chamado pai de grandes nações!
Para gerar grandes conquistas é necessário ter uma palavra de comando da parte de Deus que nos faça depender inteiramente Dele. Fazer o que Deus diz, ou manda.
Pare de comandar suas próprias escolhas e decisões fazendo a sua própria vontade, pois, Deus aborrece a independência.

O segundo território a ser conquistado foi o território da promessa. Deus fez promessas a Abrão, mas era responsabilidade dele conquistá-las.
Há promessas, milagres, prosperidade de Deus para o seu povo, mas, é nossa responsabilidade conquistar tudo o que Deus prometeu.

Conquista significa aquilo que se obtém com a força do trabalho.
Em Mateus 11.12 Jesus disse que “o reino dos céus é tomado a força, e os violentos o tomam de assalto” (Mateus 11.12).Em outras palavras, para conquistar as coisas do reino de Deus é preciso:

Esforço pessoal e corporativo. Pessoal porque somos indivíduos e corporal porque somos Igreja.
As responsabilidades pessoais não podem ser transferidas para uma corporação. Eu não posso esperar que minha igreja faça aquilo que é minha responsabilidade fazer.
Uma corporação só tem êxito com pessoas que tem um senso de responsabilidade pessoal.

Compromisso. Compromisso e a ponte que liga meu sonho e a realização do mesmo.

Disposição para se adequar ao novo. É preciso nova maneira de pensar, nova maneira de agir, nova maneira de fazer as coisas.

Total dependência de Deus. Neste ano de conquistas, não faça as coisas por si mesmo. Consulte a Deus. Ore. Dependa Dele.
Neste ano de Abraão crie a sua própria conquista;
Idealize sua própria conquista;
Produza sua própria conquista;
Cause sua própria conquista;
Provoque sua própria conquista.
“Sê tu uma bênção”.
Josenilton Pinheiro

Tema original para o ano 2009. O Ano de Abraão - Gerando Grandes Conquistas

Nenhum comentário: