06 fevereiro 2017

AGARRE HOJE SUA OPORTUNIDADE DE MUDANÇA

Agarre hoje sua oportunidade de mudança. Uma abordagem diferente sobre a importância da ceia do Senhor.

Mateus 26.20-30 fala sobre três assuntos que se misturam em grandes lições para nossa vida cristã. Fala sobre a páscoa, sobre a ceia e sobre traição. 
Jesus é o idealizador das lições propostas no texto, pois, foi Ele mesmo quem mandou preparar a páscoa, foi quem serviu a ceia e foi também quem falou sobre traição.
Considerando a importância da ceia do Senhor, observo seis motivos pelos quais devemos participar sempre dessa celebração.
1. A ceia do Senhor é caracterizada pelo fato de que o próprio Senhor se assenta com os seus discípulos. Foi do interesse do mestre assim fazer, e, com esse mesmo interesse Ele está conosco quando nos assentamos para cear em sua memória.
2. A ceia é uma iniciativa divina. Ele mandou preparar a páscoa com o intuito de que seus discípulos estivessem presentes com Ele na celebração da ceia.
3. A ceia é um momento de plena comunhão onde todas as pessoas e todas as coisas são plenamente descobertas. Onde as coisas são trazidas à luz, não importando quão grandes sejam as trevas. Mesmo estando o coração de Judas cheio de conspirações para entregá-lo à morte, o Senhor com gesto de misericórdia, graça, perdão e possibilidade de restauração dá ao seu discípulo uma chance de refletir seus atos.
4. A ceia é uma oportunidade de refletir profundamente nossos atos e a possibilidade de mudá-los completamente. Pode soar pesado ouvir “um de vós há de me trair” (21), mas, não seria essa também uma oportunidade de escape para Judas?
5. A ceia revela o quanto comprometido estamos com o Senhor quando por Ele somos ministrados. Suas palavras deixaram os discípulos grandemente entristecidos. Ficaram constrangidos com a possibilidade de um deles entregar o Senhor nas mãos daqueles que o haviam de matar. Ficar indiferente diante de um assunto tão sério, seria no mínimo a demonstração de não se ter compromisso com o Senhor.
6. Sem vigilância a ceia pode se tronar um tribunal para julgamento dos outros. Indagado sobre quem seria o traidor, Jesus disse que seria ‘aquele que metesse a mão no prato com Ele’. Imagino um olhando para o outro, acreditando com isso que o traidor estivesse à sua frente. O que passa despercebido na maioria das vezes é que não é o momento para olharmos para os outros, mas para nós mesmos, por isso digo que a ceia é uma oportunidade de refletir profundamente nossos atos, nossa vida. E, nas palavras do apóstolo Paulo: “examinar a nós mesmos e não aos outros”.

E sobre os traidores, quem são estes nos dias de hoje?

São aqueles que não mais se sensibilizam com os temas espiritualmente sérios. O que podia constranger o coração de Judas não o constrangeu. Esse erro se repete.
São aqueles que já vivem com atitudes de infidelidade e de traição. Judas foi identificado como aquele que o traía. Assim, seu erro no futuro seria apenas a consolidação dos erros cometidos no trajeto de sua vida sem fazer neles nenhuma correção.

Faça de cada ceia que participar uma oportunidade para você refletir profundamente seus atos, sua vida. Depois, proponha em seu coração mudar.
Peça ajuda ao Senhor por essa mudança.
Que Ele te abençoe.

Josenilton Pinheiro.



Nenhum comentário: