18 setembro 2007

Quem poderá dizer sim ao projeto de Deus?

Diz certo escritor que “Deus projetou a salvação, Jesus conquistou no calvário e o Espírito Santo aplica essa salvação no coração do homem”. Quando falo de projeto falo do desejo do coração de Deus em relação ao homem. Ele planejou a salvação quando disse a Eva: “De ti nascerá um que esmagará a cabeça da serpente”. Quando o homem pecou uma separação entre a criatura e o Criador foi estabelecida. Por causa do pecado ficamos impossibilitados de uma relação profunda com o nosso Criador. Somente em Jesus essa comunhão pode (isso mesmo, pode) ser outra vez estabelecida. Paulo escrevendo a Timóteo disse: “Há um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem”. Isto é um resumo da salvação projetada por Deus mas grande parte da humanidade, não sabe, e o desafio é: Anunciar esta salvação para a humanidade que não sabe dessa boa nova. Quem poderá dizer sim ao projeto de Deus? 1. Quem acredita e já experimentou esse projeto de salvação. Pergunto-me às vezes o porquê de cristãos no mundo inteiro ainda permanecerem insensíveis a esse desafio. Não seria pelo fato de não terem essa experiência ou é porque essa experiência lhe é superficial?
O plano de salvação será visto no futuro quando uma grande multidão de raças, tribos e nações declararem: Jesus Cristo é o Senhor! 2. Quem entende que esse projeto é emergente. Jesus disse: “Trabalhai enquanto é dia, vem a noite em que ninguém poderá trabalhar”. E ainda: O mundo jaz no maligno. São verdades que precisam nos levar ao entendimento dessa emergente necessidade mundial. Quando o Senhor pergunta a Isaías: A quem enviarei e quem a há de ir por nós? A resposta foi: Eis-me aqui, envia-me a mim. Essa é a resposta que o Senhor espera de nós. Mas como podemos aplicar essa resposta? 1. Anunciando a salvação nos contatos pessoais: Família, vizinhos, colegas de trabalhos, rua etc. 2. Anunciando a salvação nas células. Emergencie a sua célula. Faça convocação comunitária para que todos conheçam o plano de salvação. 3. Anunciando a salvação nas celebrações. Ponha em prática, Ainda Hoje.

Nenhum comentário: