08 maio 2009

A IGREJA E SEUS PROPÓSITOS NA VIDA Parte 2


Que tipo de ovelha é você?
Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (1Ped.2.9).
Reflexão: “Não podemos todos ser apóstolos, mas podemos ser cartas vivas” (William Sunday).
Definição: A Igreja é a unidade de uma diversidade de pessoas que, convocadas a deixarem o mundo com seus prazeres se entregaram ao senhorio de Cristo.
Muito tem se falado sobre qual o verdadeiro propósito da igreja e mesmo assim a Igreja parece alheia aos seus verdadeiros propósitos. As figuras que a representam são a melhor forma para definir quais são os seus propósitos na vida. Neste estudo citaremos mais uma figura da igreja.

A IGREJA COMO REBANHOPorque assim diz o Senhor Deus: Eis que eu, eu mesmo, procurarei as minhas ovelhas, e as buscarei. Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas. Livrá-las-ei de todos os lugares por onde foram espalhadas, no dia de nuvens e de escuridão (Ez.34.11,12). Este é um dos textos mais belos que exaltam o cuidado de Deus pelo seu povo. Ler também Salmos 23. As ovelhas do rebanho são conhecidas pelo bom pastor (Jo.10.14,27). Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem ( João 10.14,27). As particularidades de cada ovelha não são ignoradas pelo supremo pastor. Ser conhecida por Ele denota o zelo particular que tem pelas suas ovelhas. Se você faz parte do rebanho não permita se sentir só na multidão. Ele não só conhece suas particularidades como está pronto para tratar suas deformidades.
1. Ele conhece as ovelhas perdidas e desgarradas. São as que precisam ser buscadas. Se não forem buscadas nunca voltam.
2. Ele conhece as ovelhas quebradas e fracas. São as que necessitam de cuidados especiais sem os quais nunca se fortalecem.
3. Ele conhece as ovelhas doentes e enfermas. São as que necessitam de medicamentos, sem os quais não ficam curadas.
4. Ele conhece as ovelhas gordas. São as que necessitam de disciplina. São as ovelhas rebeldes e a sentença do Senhor sobre elas é a destruição. A razão pela qual Deus se indigna com as ovelhas gordas são descritas nos versículos 17,18.
4.1. As ovelhas gordas comem e bebem demasiadamente enquanto as outras passam necessidade.
4.2. As ovelhas gordas pisoteiam a comida que não deram conta de comer. Desperdiçam. Recebem pra si e não se importam com as outras.
4.3. As ovelhas gordas pisoteiam e sujam as águas que as outras ovelhas têm para beber.
4.4. As ovelhas gordas batem e ferem as ovelhas mais fracas.
A Igreja como rebanho é a figura de um povo que está sob o cuidado permanente do Senhor.

O SENHOR É O MEU PASTOR E EU SOU OVELHA
1. Deus oferece pastoreio, mas eu devo me permitir ser pastoreado por Ele. Como pastor ele apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos, e os levará no seu regaço; as que amamentam, ele as guiará mansamente Is. 40.11.
2. Deus oferece livramento, mas eu devo me permitir ser livrado per Ele. E o Senhor seu Deus naquele dia os salvará, como o rebanho do seu povo; porque eles serão como as pedras de uma coroa, elevadas sobre a terra dele Zc. 9.16.
3. A igreja só pode oferecer apascentamento se seus pastores forem dados por Deus. E vos darei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência Jr. 3.15.
4. A igreja deve se compadecer das multidões desgarradas. Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque andavam desgarradas e errantes, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.
O sentimento de compaixão que Jesus teve pelas multidões, por viverem desgarradas e errantes, deve ser o sentimento da igreja em relação às multidões perdidas espalhadas pelo mundo, caso contrário a igreja não conseguirá cumprir seu propósito de existência.

Conclusão:
“Conta-se que, certo dia, na Antártida, um homem saiu de sua cabana de toros, em busca de lenha para a sua lareira, quando uma tempestade de neve caiu subitamente e camuflou a sua pista; e ele perdeu o caminho de volta, tão intensa a nevasca. Tentando regressar à cabana, andando em círculos, caiu finalmente exausto para morrer de frio. No dia seguinte, os vizinhos sequiosos descobriram o corpo do homem, inerme, congelado, a apenas dez passos da sua porta. Tão perto...mas, longe demais da salvação! Nos dias atuais, igualmente, há milhões de pessoas que gostariam de receber Jesus Cristo como seu salvador, libertador e médico divino. Sabem que existe um lar eterno, mas infelizmente ainda não encontraram a porta de entrada. Estão perdendo a vida, apenas a alguns passos da salvação” (Robert Mclister).

Josenilton Pinheiro












-->

Nenhum comentário: