09 maio 2009

Itaberaba e eu

Sobe ladeira, desce ladeira

Que a vida pede u´a explicação

Porque se vive a vinda inteira

Marcado por dor e paixão?

Transborda as águas sua barragem

Um tipo de choro pra quem só ama

Por que fizeste esta viagem?

No silencio de quem te chama!

Corre na praça sem seu coreto

Escreve pra vida outro soneto

Ouve tua Lira Itaberabense

Quem sabe tua dor vá embora

E a lágrima do peito que ainda chora

Faça-te viver arriscadamente!

Eu Jó

Nenhum comentário: