06 novembro 2007

Gera-me



Não há outra forma de entregar 
Não há outra forma de reconhecer 
Só há uma e só isso vou fazer: 
Render-me. 
Render-me em teus braços, 
Render-me em teu colo, 
E prostrado aos teus pés e dizer: 
Gera-me em Ti 
Quero ser o que sempre precisei e que nunca conseguir 
Gera-me, gera-me, gera-me... 


Josenilton Pinheiro


Nenhum comentário: